NOVO SISTEMA DE FLUIDO DE PERFURAÇÃO AQUOSO BASE GLICERINA BRUTA

Os fluidos de perfuração à base de água são os mais bem aceitos na indústria petrolífera e são bastante utilizados em várias etapas de perfuração de poços mais rasos, com menores temperaturas e pressão, com a vantagem de serem mais baratos e ambientalmente corretos, apresentando alta biodegradabilidade e baixa toxicidade e bioacumulação. No entanto, em alguns cenários, apresentam limitações. Nestes casos, são substituídos por outros fluidos, como os, à base de água de alta performance e à base oleosa sintética que apresentam desempenhos semelhantes, mas com custo alto por barril. Geralmente, o fluido de perfuração à base de óleo apresenta um melhor desempenho na perfuração que o à base de água. Porém, tende a causar maiores danos ambientais por apresentar maior toxicidade e menor biodegradabilidade, além de sofrer fortes restrições ao uso pelos órgãos ambientais responsáveis. No Brasil, ele está proibido, só sendo permitido à base de óleo sintético, como, parafínica, olefínica, acetais e outras, usadas nas formulações de fluidos de perfuração e obtidas a partir de rotas sintéticas orgânicas que apresentam altos custos e restrições ambientais cada vez maiores. 

A glicerina bruta apresenta em sua composição o glicerol, que é um composto orgânico solúvel em água, com baixa tensão interfacial quando comparado com a da água. Sua densidade também é maior que a da água, o que propicia menor adição de sólidos para elevar o peso do fluido. A baixa condutividade, também é uma propriedade importante, sendo semelhante às bases sintéticas parafina e olefina, evitando a solubilidade de sais e o inchamento de argilas. Com estas características e a disponibilidade em grande quantidade de volume no mercado, a glicerina bruta atende aos requisitos para servir como base na formulação de fluidos de perfuração, sendo uma alternativa economicamente viável, devido ao baixo custo desta matéria-prima e ambientalmente adequada. GREENDRILL é um novo sistema multifuncional de fluidos de perfuração classificados como aquosos base glicerina bruta. O sistema é projetado para ser utilizado na construção de poços de petróleo e gás, em aplicacões Drill-in de perfuração da formação produtora (reservatório), apresentando a seguintes variações:

 • GREENDRILL ST, fluido padrão para aplicações em cenários com temperatura de fundo de poço até 200 oF (93 oC).

• GREENDRILL HTHP, fluido para aplicações em cenários sob condições de alta temperatura e pressão (HTHP), atendendo as propriedades técnicas com temperaturas até 300 oF (148 oC). 

• FLEX GREENDRILL, fluido para aplicações variadas em diferentes tipos de formações, como as argilosas/folhelhos, salinas e zonas aquiferas (salgada e doce) em perfurações onshore e offshore. Sua versatilidade deve-se à sua fórmula que aufere alta resistência aos contaminantes e excelente desempenho nas propriedades técnicas exigidas conforme as normas API. 

• ECO GREENDRILL, fluido com baixo teor de cloretos e que apresenta excelente inibição química quando expostos à formações reativas de argilas/folhelhos em áreas com risco ambiental. Não há necessidade de ser adicionado ao sistema um inibidor de folhelho de alta performance e de alto custo, assim como, formiato de sódio e outros sais isentos de cloretos, como complemento á inibição. 

Essa nova tecnologia veio de um projeto financiado pela Petrobras em parceria com a UENF que fez sua patente, e está sendo discutida a utilização da mesma em teste de campo pela empresa. Esse novo sistema de fluido de perfuração tem alta eficiência, baixo custo, é biodegradável e de baixa toxicidade além de ser um sistema sustentável, já que se pode reutilizar a glicerina bruta como principal matéria prima obtida da produção de biodiesel. 

Decorrente disso, esse sistema pode substituir o fluido base olefina de alto custo e alta toxicidade devido ao cenário de crise e levando em conta a que é ambientalmente correto. Os principais benefícios deste novo sistema multifuncional de fluido de perfuração GREENDRILL, são: 

• Baixo custo por barril, sustentável, pois utiliza uma menor quantidade de polímeros na formulação e como base a bioglicerina, reaproveitando a do processo de fabricação do biodiesel. 

• Baixo teor de sólidos inicial por barril devido a alta densidade da glicerina (1.20 g/cm3), permitindo menor uso de agentes adensantes como carbonatos e, principalmente, a baritina, de alto custo e com risco toxicológico ambiental, devido a presença de bário. 

• Apresenta propriedades estáveis como as propriedades reológicas e de controle da filtração, permitindo a sua reutilização e reciclagem. 

• Resistente à condições de alta temperatura e pressão (HTHP). 

• Ambientalmente correto, com baixa toxicidade aguda e alta biodegradabilidade. 

• Baixo custo operacional, pois não necessitará de tratamento para descarte dos cascalhos gerados e do fluido utilizado, quando isentos de óleo. 

• Não nocivo a saúde quando comparado aos sintéticos, parafina ou olefina, assim como total segurança em termos de exposição aos produtos, fácil manuseio, contaminações por derramamento e outros. 

• Apresenta um excelente desempenho na inibição de formações argilosas/folhelhos com alta taxa de penetração. 

• Apresenta excelente formação de reboco estável, impermeável e de fácil remoção. 

• É resistente às contaminações de sólidos como silte, sais e argilas/folhelhos. 

[1] CORRÊA, C. C.; VAZ, A. S. L.; CRUZ, G. F.; LOMBA, R. F. T.; VIANNA, A. M. NOVO SISTEMA DE FLUIDO DE PERFURAÇÃO AQUOSO BASE GLICERINA BRUTA. RIO OIL & GAS, 2016. 

[2] Boletim do Sistema Glicerina-GREENDRILL.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.