Com Tensão na Arábia, Opep já prevê barril de petróleo a US$ 70

Os preços do petróleo
chegaram nesta semana nas transações europeias a níveis sem precedentes desde
julho de 2015, impulsionados pela tensão na Arábia Saudita, depois de uma ampla
operação anticorrupção no maior exportador mundial, como pode ser visto no
gráfico abaixo. O barril de Brent do Mar do Norte para entrega chegou a valer 64
dólares no Intercontinental Exchange (ICE) de Londres, uma alta um pouco
inesperada em relação aos outros fechamentos passados. Nas transações
eletrônicas da New York Mercantile Exchange (Nymex), o barril de “light
sweet crude” (WTI) para entrega em janeiro chegava à casa dos 57 dólares.

       Gráfico
I: Preço do Óleo Brent    Fonte:
Financial Times

Na
última reunião da Opep, em maio, os burocratas falaram muito informalmente que
US$ 50 por barril era um bom preço para o óleo bruto, de acordo com informação
da AFP, com esse aumento, já se é
esperado uma situação diferente na próxima reunião deles, que acontece no
fim deste mês. Esse aumento do petróleo acarretará em
consequências nas avaliações dos ministros da Opep a respeito de um “preço
justo” para sua produção, e provavelmente esse “preço justo” também subirá,
e isso pode fazê-los divergir da principal parceira de fora da Opep a Rússia. O
governo Russo teme que na prática deixar os preços subirem demais, inclusive
barril a US$ 60 seria suficiente para justificar o abandono do acordo de corte
de produção, promovido entre o país e a organização.

Para relembrar
uma situação recente, parecida com aqui se espera por vir, a ganância da Opep
de tentar manter os preços do petróleo acima dos US$ 100 por barril após 2011
foi um estímulo importante para a explosão do xisto dos EUA e para o
subsequente colapso dos preços, em 2014.

O aumento dos
preços da commodity permitirá que empresas comecem de novo a investir em
projetos mais custosos, como as empresas com foco no xisto, que irão poder
ampliar as suas operações, mesmo que mirem retornos melhores dos acionistas. A
EIA (Administração de Informação de Energia dos EUA) estima que a produção
média de petróleo na parte continental dos EUA aumentará em 620 mil barris por
dia no ano que vem, podendo esse número crescer de acordo com a alta do preço.

No fim de
outubro, o ministro do Petróleo do Catar afirmou que os preços estavam se
movendo na “direção certa” rumo a níveis justos em um momento em que
o Brent passava dos US$ 60. Ele não especificou qual era esse novo nível justo,
mas no ano passado seu par venezuelano o fixou em US$ 70 por barril e o Iraque
sugeriu algo entre US$ 70 e US$ 80.

FONTE:

[1] Notícia sobre Tensão na Arábia e Petróleo, pode ser
encontrada em, http://www.tnpetroleo.com.br/noticia/tensao-na-arabia-faz-precos-do-petroleo-dispararem/

[2] Notícia sobre a Previsão do Preço “justo” da Opep,
pode ser encontrada em, http://www.tnpetroleo.com.br/noticia/opep-ja-preve-barril-de-petroleo-a-us-70/

[3] Aumento do preço do petróleo na ultima semana, pode
ser encontrada em, https://www.ft.com/content/7746a9b0-a59d-3c40-8033-508fd612312d

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.