Blowout Preventers (BOP’s)


Dentre os sistemas que um poço de
petróleo necessita para operar da forma planejada, destaca-se o sistema de controle
de poço. O convencional é constituído por Equipamentos de Segurança de Controle
de Poço (ESPC) e de equipamentos complementares que mantêm a segurança durante
a perfuração, por meio de prevenção, detecção e controle dos influxos
provenientes da formação para o interior do poço. Entre as principais funções
desse sistema estão: permitir o fechamento do poço na ocorrência de influxo (kick); bombear fluido para o interior do
poço; permitir o controle das pressões enquanto o fluido invasor é expulso.

Os dois conjuntos característicos
desse sistema são:

Cabeça de poço: constituída de equipamentos que permitem a
ancoragem e vedação das colunas de revestimento em superfície, tais como
adaptadores, cabeça de revestimento e carretéis de perfuração, espaçador e seus
acessórios.

BOP (Blowout Preventer),
também chamado Preventor de Erupção: é o principal equipamento, e nada mais é
do que um conjunto de válvulas colocado acima da cabeça do poço e desenvolvido
para lidar com pressões extremamente altas e com escoamento de fluidos descontrolados
vindos do interior do poço.

Suas funções primárias são:
confinar o fluido dentro do poço e possibilitar a injeção de fluidos no mesmo;
permitir o controle da vazão de fluido a ser produzido. Outras funções são:
regular e monitorar as pressões dentro do poço; segurar e centralizar a coluna
de perfuração; fechar o poço; “matar” o poço quando necessário, cortando o
revestimento e a coluna de perfuração em caso de emergência.

Se a pressão da formação for maior
do que a pressão hidrostática exercida pelo fluido de perfuração no fundo do
poço, poderá ocorrer um kick, ou
seja, influxo de fluidos da formação. Se este não for controlado, pode se
tornar um blowout. Desta forma, o
fechamento das válvulas do BOP (usualmente operadas hidraulicamente por via
remota) isola o espaço anular entre o revestimento e os tubos da coluna de
perfuração, confinando os fluidos dentro do poço até que a equipe de sonda
tenha condições de recuperar o controle do poço e iniciar os procedimentos para
normalizar a situação.

Esses equipamentos são produzidos
em diversos estilos, tamanhos e classes de pressão. E, dependendo do tipo de
sonda, a perfuração pode ser feita com BOP na superfície, como ocorre para
sondas e plataformas fixas, ou com BOP no fundo do mar, que é o caso das semissubmersíveis
e navios-sonda. Em ambos os casos, as colunas de revestimento são sempre
ancoradas no fundo mar para evitar sobrecarga e prover maior estabilidade e
facilidade de abandono. A figura abaixo mostra um BOP submarino e a seguinte a
identificação dos seus constituintes.

Como pode-se observar, o BOP
submarino é conectado a extremidade inferior do riser de perfuração, chamada LMRP (Lower Marine Riser Package). Isso permite que, numa emergência, o riser possa ser desconectado e a sonda deixar
o local imediatamente, enquanto o BOP fica intacto na cabeça do poço.

No entanto, a sua instalação em solo
marinho tem sido uma das maiores restrições para a perfuração marítima, alavancando
ainda mais a tecnologia de instalação do BOP de Superfície (SBOP) para águas
profundas.

Lucas
Goulart

Diretoria
de Projetos do Portal do Petroleiro

Graduando
em Engenharia de Petróleo

 

Referências

 

CHAGAS, Luís Eduardo Cordeiro
Martins das. Análise do controle de poços com lâmina d’água profunda a
partir da implementação de um simulador de kicks. 
2014. 145 f. TCC
(Graduação) – Curso de Engenharia de Petróleo, Escola Politécnica, Universidade
Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2014.

 ROCHA, Luiz Alberto
Santos; AZEVEDO, Cecilia Toledo de. Projetos de poços de
petróleo: 
Geopressões e assentamento de colunas de revestimentos. 2.
ed. Rio de Janeiro: Interciência, 2009. 561 p.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.