ENERGIAS

       As preocupações relacionadas com as questões ambientais têm
figurado com forte proeminência nos debates científicos e acadêmicos. Ao longo
das últimas décadas, as dimensões atingidas pela sociedade contemporânea, no
que diz respeito à intensificação da demanda por recursos naturais, renováveis
ou não, motivam um crescente número de pesquisas que pretendem apontar vias
possíveis para a sustentabilidade intertemporal desses recursos. É notável que
a mudança de paradigmas a respeito do desenvolvimento, sobretudo com a
incorporação da noção de sustentabilidade, permitirá uma participação crescente
dos processos de geração de energia baseados em fontes renováveis.

image

Figura – Fazenda de aerogeradores offshore

       Do mar é possível extrair energia sob diferentes formas,
entre as quais podem ser citadas as ondas, correntes, marés, gradientes
térmicos e o vento. Estima-se que o atual consumo de energia elétrica mundial
esteja disponível na energia potencial das ondas dos mares do mundo. Elas são
consideradas a forma que mais concentra a energia proveniente do sol.

       O aquecimento desigual do planeta origina os ventos, que
surgem e agem sobre os oceanos, transferindo parte de sua energia cinética para
a superfície do mar. Essa energia pode ser avaliada pela altura e período das
ondas. A distribuição espacial e temporal da energia das ondas depende dos ventos
e, portanto, existem zonas do planeta com ondas maiores do que em outras. Além
disso, para um mesmo local existem épocas do ano com espectro de ondas mais
fracas e outras mais fortes (ex.: tempestades de inverno). Assim, em face
dessas diferenças, alguns locais do planeta são mais propícios para geração de
energia do que outros.

       Existem diferentes métodos de conversão da energia das
ondas. Os países que mais avançaram nesse tipo de tecnologia são, entre outros,
o Reino Unido, Portugal, Holanda, Dinamarca, Noruega, Suécia e Japão. Os
conversores podem ser classificados em:

− Coluna de água oscilante:

  • Fixa;
  • Flutuante;
image

Figura – 

Coluna de água oscilante

− Sistemas de corpos oscilantes;

  • Boias de corpo simples ou duplo de movimento vertical;
  • Sistemas submersos de movimento vertical;
  • Dispositivos de movimento rotativo;
  • Sistemas pivotados no fundo;
  • Sistemas de vários corpos;
  • Conversores de alagamento.
image

Figura – Esquema da Usina de Ondas do porto do Pecém (CE).

image

Figura – Usina de Ondas do porto do Pecém na fase de testes

       Os conversores de coluna de água oscilante empregam a
variação do nível de água para forçar o ar confinado em uma câmara a passar por
uma turbina, que por sua vez está acoplada a um gerador elétrico. São
instalados na costa ou perto dela e são de fácil acesso e manutenção.

       Os conversores que empregam corpos flutuantes utilizam
diversos artifícios para converter o movimento vertical causado pela flutuação
do objeto durante a passagem da onda em pressão hidráulica ou energia mecânica,
para ser depois convertido em energia elétrica. O mesmo se aplica para aqueles
com movimento rotativo causado pela passagem da onda. Esses conversores podem
flutuar independentemente, restringidos por sistemas de ancoragem ou vinculados
ao fundo marinho ou a outros elementos mecânicos. São normalmente colocados em
águas profundas, onde a energia das ondas não é dissipada pela baixa
profundidade. Alguns podem ser instalados na zona de arrebentação, presos ao
fundo ou a pesadas bases para estabilização.

Sophia Paiva 
Diretoria de Projetos Portal do Petroleiro 
Graduanda em Engenharia de Petróleo

Referências:

CALLIARI, Lauro Julio;
CASTELLO, Xavier. RECURSOS MARINHOS NÃO-VIVOS. In: CASTELLO, Jorge P.; CRUG,
Luiz C. (Org.). Introdução às Ciências do Mar. [S.l.]: Editora Textos, 2010. cap. 15, p. 492-495.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.