ENERGIAS

       O Brasil é um país com vasta extensão de costa, em torno de 8 mil
quilômetros, essa imensa região oceânica de 4,4 milhões de quilômetros
quadrados, oportunamente denominada “Amazônia azul” pela Marinha do Brasil, é
fonte de vários recursos que já colaboram significativamente com a
autosuficiência da matriz energética brasileira, e que poderão em futuro breve
nos proporcionar outro patamar de desenvolvimento econômico e social. A
autonomia energética de um país é um dos baluartes de sua autodeterminação e,
nesse contexto, a energia que vem do mar é definitivamente uma forte
contribuinte da nossa soberania nacional.

       A produção marítima de óleo e gás foi equivalente a 89% da produção
total brasileira em janeiro de 2010. Este é um percentual bastante expressivo,
e evidencia a importância que a explotação de petróleo no leito marinho possui
na matriz energética brasileira. Além da contribuição energética do petróleo em
seu subsolo, o oceano pode disponibilizar também fontes alternativas
de geração de energia, através do seu gradiente térmico vertical, ondas, marés,
correntes marinhas, entre outras.

Figura – Diferentes tipos de Energias renováveis proveniente dos oceanos

       Como visto antes, a estratificação da coluna
de água por gradiente térmico pode ser explorada no mar. A água aquecida pelo sol
se mantém na superfície, por ser mais leve que a água fria. Conforme Silva,
o gradiente térmico vertical apresenta o maior potencial de energia do oceano e
poderia ser utilizado para geração de energia através de usinas térmicas que
captam a água quente da superfície e água fria do fundo, e utilizando uma
maquina térmica com um fluido, como amônia, no circuito fechado, que muda de
fase liquido‑vapor na faixa de
variação da temperatura do oceano, permitindo o acionamento de turbinas de
geração elétrica.

      Alternativamente,
pode ser utilizada a própria agua do mar em circuito aberto que utiliza câmaras
de vácuo para sua vaporização. Pode‑se também
utilizar um sistema híbrido. Esses sistemas são denominados Ocean Thermal
Energy Conversion (Otec) e já foram testados em alguns locais do mundo, como o Havai. Para gerar eletricidade, uma plataforma ou
navio com a usina de geração utiliza tubos para obter, separadamente, água fria
das profundezas e água quente da superfície, essa usina converte a diferença de
temperatura das águas em eletricidade e ainda, nos projetos mais novos em
andamento, produz água potável (dessalinizada) e que pode ser usada para
resfriamento (ex.: condicionadores de ar).

Figura – Como funciona OTEC

       No Brasil, Silva
sugeriu um projeto em Cabo Frio devido a ressurgencia. No entanto, com as
tecnologias disponiveis, o rendimento de usinas Otec ainda é muito baixo e seu
custo não é competitivo com outras fontes atuais de energia, mas estudos recentes
demonstram sua provável futura viabilidade técnica e econômica.

Figura – Distribuição vertical de temperatura
com um acentuado gradiente térmico frente a Cabo Frio (RJ). [Fonte: Petrobras].

         A Figura acima mostra a distribuição vertical
de temperatura com um acentuado gradiente térmico. Lugares como Cabo Frio
(RJ), onde ocorre uma ressurgência, apresentam significativas diferenças de temperatura
em um intervalo pequeno de profundidade.

Sophia Paiva
Diretoria de Projetos Portal do Petroleiro
Graduanda em Engenharia de Petróleo

Referências:

HINRICHS, Roger A.; KLEINBACH, Merlin; DOS REIS, Lineu
Belico. Energia e Meio Ambiente. 5. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2015. 764
p.

GOLDEMBERG, José; LUCON, Oswaldo. Energia, Meio Ambiente
e Desenvolvimento. 3. ed. São Paulo: Edusp, 2008. 396 p.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.