Com acordo sobre Nafta e sanções contra Irã, preços do petróleo sobem para máximas desde 2014

                                   IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA


Os preços do petróleo tiveram um salto nesta última segunda-feira (01/10), avançando para os maiores níveis desde de novembro de 2014, com as sanções dos Estados Unidos sobre o Irã se aproximando e com o novo acordo sobre o Nafta estimulando o crescimento.

Os futuros do petróleo Brent chegaram a US$ 84,98 por barril. De acordo com a Reuters, com as negociações pós-fechamento do mercado, a alta continuou, com o preço batendo US$ 85,45 o barril, superando a marca dos US$ 85 pela primeira vez desde o final de 2014.Já os futuros do petróleo dos EUA (WTI) chegaram a bater US$ 75,30 o barril, sua máxima em quase quatro anos.

Os EUA e o Canadá fecharam um pacto no domingo para salvar o Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta), um acordo trilateral com o México

A nova versão do Nafta, em vigor desde 1994 entre Estados Unidos, Canadá e México, começou a ser renegociada em 2017 por exigência do presidente americano, Donald Trump, que considerava o acordo um “desastre” para seu país. 

O novo tratado receberá o nome Acordo Estados Unidos-México-Canadá (USMCA, na sigla em inglês), de acordo com uma declaração conjunta.

Um acordo preliminar já tinha sido fechado entre Estados Unidos e México em agosto, mas ainda faltava a inclusão do Canadá.    

O principal objetivo de Trump ao retrabalhar o Nafta era reduzir os déficits comerciais dos EUA, meta que ele também busca com a China, impondo centenas de bilhões de dólares em tarifas sobre produtos importados do gigante asiático.

De acordo com os analistas da agência Reuters, embora o novo acordo evite tarifas, ele dificultará que montadoras globais construam carros a preço reduzido no México e tem o objetivo de criar mais empregos nos Estados Unidos.

O analista no Price Futures Group,

Phil Flynn,

disse que o acordo do Nafta impulsionaria os preços do petróleo porque “aumenta a projeção do crescimento, não apenas para o Canadá e os EUA, mas para a América do Norte como um todo”.

Entretanto, o mercado ainda está mais focado nas sanções do governo americano contra o Irã, que entrarão em vigor no dia 4 de novembro e devem cortar as exportações de óleo do terceiro maior produtor da Opep.

Diretoria de Projetos do Portal do Petroleiro
Graduando em Engenharia de Patróleo

FONTE:
[1] Matéria sobre o acordo do Nafta, pode ser encontrado em, https://g1.globo.com/economia/noticia/2018/10/01/canada-e-eua-chegam-a-acordo-para-substituir-o-nafta-a-poucas-horas-do-prazo-limite.ghtml
[2] Matéria sobre preço do petróleo atnigido máxima, pode ser encontrada em,http://www.tnpetroleo.com.br/noticia/petroleo-precos-sobem-para-maximas-desde-2014-com-acordo-sobre-nafta-e-sancoes-contra-ira/ 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.