MÉTODOS DE ELEVAÇÃO ARTIFICIAL

       O bombeio centrífugo submerso (BCS) é um método de elevação
artificial que pode ser definido como um motor elétrico de subsuperfície que
transforma energia elétrica em energia mecânica e como uma bomba centrífuga que
converte a energia mecânica em energia cinética, o que possibilita elevar o fluido
até a superfície.

       O bombeio centrífugo submerso é utilizado em poços produtores
de areia desde que utilizem gravel-pack ou filtros de areia de fundo e gás livre
acima de 10% com a utilização do separador de fundo.

Figura – BCS

       Esse método é o mais indicado para zonas urbanas; apenas a
cabeça de produção é colocada na locação, uma vez que o nível de ruído
produzido também é baixo em poços com alta produtividade e em poços com pressão
de reservatório baixa.

       Esse método utiliza equipamentos de superfície e de
subsuperfície. Os principais equipamentos de subsuperfície de um poço equipado
para produzir por BCS são: a bomba, admissão da bomba, protetor, motor elétrico
e cabo elétrico.  No artigo anterior, já
falamos um pouco sobre a bomba, admissão e motor elétrico e você pode lê-los
aqui no site!

       Protetor: Ou selo, é responsável por conectar o motor
elétrico com a admissão da bomba. Os selos mais comuns podem ser de dois tipos:
o positivo, que é formado por uma bolsa elástica (o Fole) que cria uma barreira
física e é utilizado para poços de maior inclinação. Ou o selo labirinto, que
dificulta entrada do fluido do poço no motor por meio de longos caminhos a
serem percorridos pelo fluido usando os princípios dos vasos comunicantes.

Figura – Protetor ou selo

       Dentre as principais funções do protetor podemos citar:

  • Isolar o óleo (óleo mineral
    com alta resistência dielétrica e boa condutividade térmica) do interior do
    motor evitando sua contaminação pelo fluido produzido;
  • Equalizar as pressões do fundo do poço com a pressão interna
    do motor, minimizando o diferencial de pressão elevado;
  • Compensar a variação do volume de óleo do motor (devido à
    variação de temperatura);
  • Absorver através do seu mancal (mancal de escora) o esforço
    axial transmitido pelo eixo da bomba;
  • Prover fluido dielétrico suficiente para permitir a variação
    de volume do óleo do motor devido à variação de temperatura no interior do poço
    em funcionamento, suportando essa expansão.

       Cabo elétrico: É um cabo trifásico com condutores de cobre e
alumínio que se estendem desde a superfície até o motor elétrico (em
subsuperfície). Sua função é transmitir a energia entregue pelo transformador
em superfície para o motor elétrico, seu comprimento depende do ponto de
assentamento do conjunto motor-bomba em subsuperfície. O seu dimensionamento
depende da voltagem, da temperatura, do tipo de fluido, do espaço disponível
entre a coluna e revestimento entre outros. Estes cabos são projetados para
operar em diversas condições de pressão, temperatura e ataque de agentes
químicos existentes nos poços. Existem duas configurações do cabo:

Figura – Cabo chato e cabo redondo

  • Cabo redondo: utilizado no trecho superfície-cabeça de
    descarga da bomba.
  • Cabo chato: utilizado no trecho cabeça de descarga da bomba –
    motor elétrico, onde o espaço anular da bomba/revestimento é reduzido e não
    permite a passagem do cabo redondo.

Sophia Paiva  
Diretoria de Projetos Portal do Petroleiro  
Graduanda em Engenharia de Petróleo
 
Referências:
 
THOMAS, José Eduardo et al. (Org.). Fundamentos de
Engenharia de Petróleo. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Interciência Ltda.,
2001. 271 p.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.