Estágios diagenéticos

Como sabemos a diagênese traz com ela diversos processos que são responsáveis pela formação das rochas sedimentares. esses processos atuam durante milhares de anos com alterações de temperatura, profundidade, pressão, entre outros. Com base nesses aspectos podemos agrupar estes processos em estágios, onde pode ser definido um grupo de transformações que ocorrem sobre os sedimentos até a formação das rochas.
O primeiro estagio diagenético começa a partir de temperaturas ambientes, sem um aumento considerável da pressão litoestática devido a pequena sobreposição dos sedimentos mais novos. a partir dessas condições, a água que estava presente nos sedimentos lamosos é processada em condições superficiais. Isso ocorre por causa da restrição para a circulação mais livre dos fluidos intersticiais. As substancias solúveis são migradas a partir da difusão, que ocorre lentamente durante a migração de materiais. Outro processo que pode ocorrer no primeiro estagio é que, se na presença de matéria orgânica, os fluidos intersticiais ganham propriedades redutoras.
No segundo estagio, a sobreposição dos sedimentos mais novos é maior, consequentemente, as partículas dos sedimentos estarão em maior contato. Durante esse estagio, pode ocorrer a quebra dos componentes mais frágeis dos sedimentos e os minerais que são mais solúveis podem ser dissolvidos, desta forma, podendo vir a formar novos minerais e também levando  a repreciptação de algumas substancias, começando então o processo de sedimentação nos poros.
No terceiro estagio diagenético as substancias minerais são redistribuídas no interior dos sedimentos e  ocorre uma intensa cimentação e cristalização. alem disso, também acontece a formação de nódulos e concreções. Nesta fase, podemos observar um incremento na litificação, que tende a crescer com o aumento da profundidade.
Logo no inicio do quarto estagio, ocorre uma grande diminuição da redistribuição dos minerais, após isso, os hidróxidos são desidratados e a recristalização continua com o aumento da litificação.
Com o passar do tempo, muitos estudos a respeito da evolução da diagênese foram realizados. Dunoyer de Segonzac com base nesses estudos tentou revisar de forma mais critica o conceito da evolução da diagênese. A partir de livros ingleses a respeito do assunto ele pode perceber que foram considerados como estágios diagenéticos apenas os três primeiros, sendo o quarto um estagio metamórfico, e um quinto estagio, caracterizado por deformação e exposição subaérea dos sedimentos, foi chamado de estagio orogenético.

Luan Victor frança
Diretoria de projetor do portal do petroleiro
Graduando em engenharia de petróleo

Referência:

Suguio, K. Geologia sedimentar. São paulo: Blucher, 2003.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.