Métodos de Elevação Artificial

       A elevação natural utiliza apenas a própria energia do reservatório para elevar os fluidos da zona produtora até a superfície. Sob determinadas circunstâncias, porém, a energia (pressão) disponível não é suficiente para manter os poços com altos valores de produção. Nestas situações, a elevação artificial entra como um método para adicionar energia ao fluido, complementando a energia do reservatório.

Figura – Métodos de elevação artificial

       O Gás Lift é um método de elevação artificial que utiliza a energia contida em gás comprimido para elevar fluidos (óleo e ou gás até a superfície). O gás é utilizado para gaseificar a coluna de fluido (gás lift contínuo) ou simplesmente para deslocá-la (gás lift intermitente) de uma determinada profundidade até a superfície. É um método muito versátil em termos de vazão (1 a 1700 metros cúbicos por dia), de profundidade (até 2600m, dependendo da pressão do gás de injeção), e é propício para poços que produzem fluidos com alto teor de areia, elevada razão gás líquido, além de exigir investimentos relativamente baixos para poços profundos.

       Existem dois tipos principais de gás lift contínuo e intermitente. O gás lift continuo é similar a elevação natural, baseia-se na injeção continua de gás a alta pressão na coluna de produção, com o objetivo de gaseificar o fluido desde o ponto de injeção até a superfície. Até certos limites, aumentando-se a quantidade de gás na coluna de produção diminui o gradiente médio de pressão, com consequente diminuição da pressão de fluxo no fundo e aumento de vazão. O gás é injetado na coluna de produção de forma controlada e continua. Na superfície, o controle da injeção de gás no posto é feito através de um regulador de fluxo, o choke.

Figura – Sistema gás Lift

(1) 

Compressores

(2) 

Controle de
injeção
de gás (superfície)

(3) 

Controle de
injeção
de gás (fundo)

(4) 

Separação e
armazenamento

       O sistema de gás lift é composto por uma fonte de gás a alta pressão conhecida
como compressores, um controlador de injeção de gás na superfície chamado de choke ou
motor valve, um controlador de injeção de gás de subsuperfície conhecida como válvulas de
gás- lift e equipamentos para separação e armazenamento dos fluidos produzidos.
Sendo eles: separadores, tanques, entre outros. Os dois tipos de gás-lift utilizam válvulas de
orifícios diferentes.

Sophia Paiva
Diretoria de Projetos Portal do Petroleiro
Graduanda em Engenharia de Petróleo

Referências:
THOMAS, José Eduardo et al. (Org.). Fundamentos de Engenharia de Petróleo. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Interciência Ltda., 2001. 271 p.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.